Singularity – Capítulo 13

 

Pequenina e Sofisticada

Pelos próximos quatros anos minha vida se equilibrou na fina linha entre dois mundos – o mundo dos mortos-vivos e indestrutíveis, e o mundo dos meus dois amigos humanos mortais. Eu deixei todo mundo fabulosamente rico, incluindo a mim mesma, então eu não tinha necessidades com as quais eu não podia lidar. Sempre ao fim de Julho, eu dava um baile de vampiros para celebrar nossa vitória de 1925, ou pelo menos essa era a minha desculpa. Eu daria um baile todo mês, só pela diversão disso. Todo mundo amou tanto a celebração dançante naquele primeiro ano, que isso se tornou um compromisso fixo no calendário social dos vampiros. Vampiros de todos os Estados Unidos viriam a Nova York em Julho e no Natal para dois bailes anuais. Annette e eu, boas amigas em qualquer outro ponto, tínhamos uma competição muito amigável acontecendo entre nós, já que ela era a encarregada do baile de Natal.

Eu fiz cursos por correspondência que me ensinaram como fazer chapéus, broches, jóias, e casacos de tricô. Eu comprei mais roupas do que eu podia usar em um ano – bem, quase – eu encontrei um jeito de usar todas pelo menos uma vez – e me divertia refazendo os guarda-roupas de Annette, Lena, Gerta e Marianne no meu tempo livre. E assim eu esperava.

Eu esperava que as visões ficassem claras o suficiente para me guiarem. Eu conhecia todos os rostos deles, e nomes, Jasper, Esme e Carlisle, e o traidor Edward. Eu esperei para descobrir onde ir para curar meu coração e encontrar minha família, e eu esperei para ver o que mais essa vida estranha tinha guardado para mim.

Eu tinha até ido com Paul e Annette por toda costa Leste e atravessado o Golfo para Nova Orleans em 1926, esperando que essa viagem para o Sul fosse clarear minhas visões, mas elas se tornaram muito menos sólidas quando eu entrei na Carolina do Sul, e só voltaram a clarear quando eu fui de volta em direção ao Norte.

A viagem foi divertida. Atlantic City era fabulosa, e eu amei os cassinos. Eu era ótima na roleta por razões óbvias. As praias da Flórida eram maravilhosas, e minha pele estava quente pela primeira vez na minha vida conhecida. Eu amava a vida noturna e a música de Nova Orleans. Nós dançamos e cantamos e aproveitamos tudo. Paul e Annette foram ver velhos amigos e jantar em Cajun. Eu experimentei jacaré. Enquanto a luta era divertida, o sangue era horrível. Eu decidi nunca mais beber sangue frio novamente e se eu pudesse evitar. Teriam sido férias perfeitas se as visões não tivessem se tornado tão nubladas.

Em 13 de Maio de 1929, Myrtle Dewar faleceu.

“O que eu devo fazer?” eu perguntei aos meus amigos imortais quando sua morte se tornou clara em minhas visões.

“Você sempre tem duas escolhas à sua frente quando se trata de humanos, ” Annette respondeu, “deixe-os morrer uma vez, ou dê a eles uma morte eterna. O que ela iria querer?” Ela era sempre prática sobre essas coisas. Uma escolha me forçava a perdê-la de uma vez, e a outra a perder a vida dela para sempre. Quando Annette colocou isso dessa forma, ficou claro para mim o que eu tinha que fazer. Então, eu simplesmente deixei acontecer, e ela faleceu durante seu sono.

A morte dela me causou mais dor do que eu teria sonhado ser possível. A morte dessa mulher mortal me fez me sentir mais sozinha e vazia do que eu jamais me senti desde que eu acordei há nove anos atrás. Eu agora entendia o aviso que Annette me deu na primeira noite que nos encontramos, se aproximar de humanos acarretava um alto custo, e eu estava achando isso difícil de pagar.

Myrtle deixou sua herança dividida entre mim, Herbert e Edwina. O gesto me fez sentir mais ainda a falta dela, e era muito doce, mesmo que eu não precisasse do dinheiro. De acordo com as regras de herança de vampiros, eu e o clã do Paul dividimos a herança de Michael e Brittany igualmente. Os vingadores de um clã destruído levava as propriedades daquele clã, e minha parte era de dois milhões e meio de dólares. Com isso e o dinheiro que eu fiz no mercado de ações, eu poderia viver várias centenas de anos sem precisar trabalhar.

“Alice?” Marianne parecia preocupada.

“Hmmm?” Eu respondi enquanto estudava os preparativos da celebração de Julho, que estava a apenas três semanas de distância.

“Você tem certeza que é capaz de fazer isso sozinha? Você parece estar tão fora de eixo desde a morte da Myrtle, e nós estamos um pouco preocupados que você esteja tentando fazer tanta coisa, tão cedo. ”

Eu olhei dentro dos olhos preocupados dela e vi o quanto meu comportamento deveria estar estranho. Eu iria precisar melhorar. “Me desculpe se eu não tenho sido eu mesma. Só que dizer adeus é mais difícil do que eu pensei que seria. ”

“É pior do que quando você descobriu que o jovem homem estava perdido, não é?” Ela perguntou, se referindo ao meu período mais obscuro, entre a guerra dos clãs e a morte da Myrtle.

“Sim, é muito pior. Eu não conhecia ele tão bem, mas eu estive com Myrtle por sete anos. ”

“Qual era o nome dele? Você nunca nos contou,” ela pressionou. Ainda era um mistério que eu me importasse tanto com o garoto. Eu disse a eles que ele era um amigo da Myrtle de quem eu gostava, e que ele se perdeu em uma cidade. Isso era como tudo mais que eu tinha dito à eles, parte mentira e parte verdade. Ainda não tinha maneira de eu contar tudo para eles.

“Edward. Eles ainda esperam que ele possa ser encontrado, mas eu não sei se isso é possível agora. ”

Há dois anos atrás. Eu não podia acreditar que tanto tempo tinha passado desde que eu descobri o nome do vampiro de cabelo cor de bronze. Ele tinha deixado o clã que eu afirmei como meu para encontrar seu próprio caminho, um caminho muito sangrento. A visão foi uma das mais claras que eu já tive, e ela partiu meu coração. Eu podia ver o lindo e loiro Carlisle e sua amável companheira parados em uma varanda com expressões agonizadas enquanto eles chamavam por ele. Edward apenas se foi pela rua, sem muito mais do que um olhar para trás. A próxima vez que eu vi Edward, ele estava caçando em uma cidade, com seus olhos vermelhos. Eu senti a perda como se ela fosse verdadeiramente minha.

“Eu sei que eu tenho estado distraída ultimamente, mas não é somente a morte da Myrtle, algo está diferente no mercado, e algo está vindo para o mundo todo, algo que é horrível além da descrição, e eu estou tentando entender o que está errado, ” eu confessei. Eu realmente estava fora do eixo com todas essas visões ruins.

“Não é seu trabalho nos proteger do mundo todo. Não é nem mesmo sua responsabilidade garantir fortuna para todo mundo que você conhece. Nós nos saímos muito bem sozinhos antes de você chegar, então não tenha nossa riqueza e felicidade como suas responsabilidades pessoais. ”

“Eu as sinto como se fosse ainda assim, ” eu resmunguei, meu rosto demonstrando o aborrecimento com esse fato.

“Alice, você não pode mudar o mundo! E daí se tiver outras epidemias? As de 1880 foram ruins, mas nós todos passamos por elas bem. Além disso, eu sei que, para o nosso clã, nós estamos muito felizes que você tenha escolhido ficar em Nova York. Se você nunca mais fizer nem um centavo para nós, ainda continuaríamos querendo que você fique aqui, ” ela me assegurou.

Isso era verdade, e eu sabia disso. Eles iriam amar que eu me juntasse ao clã e ficasse para sempre, e eu desejava que pudesse querer isso também. Paul deixou isso muito claro, e ele era muito difícil de se resistir. Se não fosse pela minha absoluta certeza de que as quatro, agora três pessoas nas minhas visões deveriam ser parte de mim, eu teria aceitado e ficado.

“Obrigada, você não tem idéia do quanto vocês todos significam para mim também. Vocês me ajudaram a passar por tanta coisa nos quatro últimos anos, e eu sinto como se vocês fossem meus melhores amigos. ” Eles até vieram ao funeral da Myrtle para me dar apoio. Esse foi provavelmente o único funeral que o cemitério Hebraico já teve com a presença de mais pessoas mortas do que vivas.

Marianne colocou sua suave mão de pedra sobre a minha e olhou para mim com olhar de amizade.

“Eu sei como você se sente, realmente eu sei, ” ela disse, “quando minha família morreu, foi como se eu estivesse vazia e perdida, mas foi realmente a coisa certa enterrá-los. Parece tão estranho agora porque isso doeu tanto, que eles tivessem partido e eu continuasse a mesma, mas de alguma forma era tão certo, que eles tenham vivido, amado, e morrido. Foi o fim que nós nunca poderemos ter, e foi um bom final, e eu acredito de verdade que eles estão felizes e juntos, e que isso é muito correto. ”

“Eu gosto de pensar em Myrtle e Hank juntos, como eles estavam na loja de vestidos. ” Eu sorri com a lembrança. ”Você está certa. Eu acho que Myrtle fez bem para si mesma.”

“Eu normalmente estou certa,” ela riu, “e eu também vou cortar a sua cabeça se você não me deixar ajudar com os preparativos esse ano. Então, o que está agendado para essa noite?”

“Oh, não. De jeito nenhum que eu vou arruinar a surpresa para você ou qualquer outra pessoa. Além disso, eu preciso conversar com humanos amanhã, e você acabou de comer, ” eu disse enquanto apontava para seus olhos vermelhos brilhantes. Amanhã estaria nublado somente de manhã, então eu precisava usar o tempo sabiamente.

“Oh, pelo amor de Deus, ” ela murmurou, claramente frustrada. Eles sempre tentavam me fazer dizer o que eu estava fazendo de novo para o baile, e esse Julho era como qualquer outro. Ela continuou deslizando os olhos para onde os meus planos estavam cobertos.

“Não pode ser mais grandioso do que os mágicos e trapezistas do ano passado. Não é justo e você sabe, ” ela choramingou, “nós não podemos chegar perto de humanos sem eles se apavorarem, e tudo o que você tem que fazer é piscar seus olhos cor de mel, e você pode ter qualquer coisa que quiser. ”

“Eu não vou contar, então pare de olhar para os meus planos. ”

“Ele ainda não pode ser mais elaborado que aquilo, eu estaria disposta a apostar nisso, ” ela resmungou.

“Eu vou aceitar essa aposta, ” eu ri.

O engolidor de fogo fez um ótimo trabalho surpreendendo minha audiência inflamável, e os acrobatas chineses deixaram todos espantados, incluindo o clã chinês residente. Todos estavam se divertindo muito no topo do prédio financeiro da companhia do Herbert. Os músicos de jazz estavam tocando uma música elegante enquanto eu apresentava a última performance da noite, fogos de artifício – que eram a razão de estarmos no terraço. O grupo todo fazia os “Oh” e “Ah” nos momentos certos, e todos aplaudiram quando eles acabaram. Então, nós dançamos quase até o amanhecer.

“Ok, Marianne, ” eu sorri contente, “confesse, o que você achou?”

“Você conseguiu, eu não consigo acreditar, mas você conseguiu. ”

“Eu mal posso esperar para ver Annette tentar fazer melhor que você no baile de Natal,” sorriu Ivan, “Eu acho que ela vai ter um trabalho duro procurando nada menos do que uma erupção vulcânica para que pudesse vencer essa noite. ”

“Talvez ela vá fazer exatamente isso,” riu Marianne, “Eu acho que um vulcão seria exatamente o que ela pensaria nesse momento. Um vulcão completo com o sacrifício de uma vampira virgem fariam ela se sentir muito melhor.“

Gregorio estava sorrindo atrás dela. “Alice provavelmente é a única aqui que poderia passar pelo sacrifício de virgem. ” Ele foi malvado.

De fato, Annette não parecia totalmente relaxada essa noite, mesmo que ela tenha gostado dos fogos de artifício e das apresentações tanto quanto os outros. Ela apenas parecia incomodada, um pouco doente, e muito preocupada com seus planos para Dezembro. Eu sorri e acenei um pouco para animar a noite um pouco. Ela sorriu de volta com uma careta. Ela parecia mortífera.

O que é uma pequena competição sem um pouco de provocação?

“Você tem uma grande parte perversa em você Alice,” repreendeu Paul. “Você sabe com quanto eu vou ter que lidar hoje? Eu vou acabar gastando todo o meu tempo nas novas idéias dela só para que ela possa dar uma festa melhor, ” ele rosnou. Ele parecia irritado comigo.

“É apenas uma distração para os vampiros residentes, ainda que uma muito bem planejada e lindamente executada, ” eu ri e rodopiei em prazer.

Paul apenas suspirou profundamente, lançou um olhar à sua esposa irritada, e disse, “Oh, isso é muito mais do que uma distração, acredite em mim. ”

Bem, é minha distração, e eu realmente preciso dela agora, eu pensei enquanto dizia tchau para eles.

Quarenta e oito vampiros compareceram essa noite, e eu me senti radiante entre a multidão. Eu gostei de encontrar todos eles. Todos estavam indo embora antes do amanhecer, e eu precisava rapidamente me unir à eles porque hoje seria muito ensolarado. Eu estava muito satisfeita comigo mesma, enquanto seguia meu caminho até a casa da Edwina.

Assim que eu entrei pela janela, a solidão me atingiu novamente. Eu rosnei para mim mesma em reprovação. Como eu poderia ser a estrela do show, cercada por vampiros que me adoravam, e ainda estar solitária? Era simplesmente imaturo.

Eu estava frustrada comigo mesma enquanto pendurava o meu vestido do baile, coloquei um adorável vestido de seda para passar o dia, e me sentei até ouvir Edwina no andar de baixo. Eu estava esperando que nenhuma visão estragasse meu dia. As visões inesperadas, as que simplesmente apareciam sem aviso, estavam se tornando mais fortes e estava mais difícil lidar com elas. Não era apenas a intensidade das visões que era difícil, mas também a intensidade das minhas emoções que estavam se misturando com elas. Era como se eu não pudesse ter uma visão importante sem reagir com a mesma intensidade emocional. Eu estava começando a perder o controle, e isso me assustava muito.

A visão que apareceu durante o café da manhã de Edwina não deveria ter me causado tanta dificuldade. Não havia derramamento de sangue, nem terror e nem movimento. Eu simplesmente vi um sinal de “A venda” do lado de fora da casa da Edwina enquanto caía uma leve neve de inverno. Não havia nada pra assustar. Exceto pelo fato de que entre agora e a primeira neve, eu perderia minha professora, amiga e a última da minha família.

“Querida, você está bem?” Eu a ouvi perguntar.

Eu percebi que eu estava tremendo, soluçando sem lágrimas. “Eu apenas sinto tanta saudade dela,” eu menti procurando por sinais da morte de Edwina. Ela tinha perdido peso, muito peso, durante as últimas semanas. Como eu pude não ter notado?

“Eu entendo, realmente entendo, mas querida, você tem que superar. Você tem quase vinte e seis anos, e você precisa seguir a sua própria vida. Você tem sido tão gentil e generosa, que nós te devemos mais do que poderemos jamais pagar de volta. Então, siga em frente. Pare de chorar pelos mortos e comece a viver novamente. O que a Myrtle iria pensar?”

“Ela pensaria que eu preciso encontrar um homem, ” eu ri.

“Sim, e ela estaria certa,” Edwina riu, também. “Porque você não tenta sair e conhecer alguém tão maravilhoso quanto você? Você merece um homem bom. ”

“Quer saber um segredo?” Eu sussurrei para ela o mais conspiratoriamente que pude. Ela assentiu como uma criança impaciente. “Eu encontrei um bom homem, mas ele mora muito longe e eu não posso ir até ele agora.” Se sentia ridiculamente bem contar isso para alguém.

“Porque na terra você não pode ir atrás dele? É por nossa causa? É melhor que você não esteja longe dele por minha causa, ou eu vou te chutar direto para o Kingdom Come. ”

“Não, não. Ele está longe como um soldado, um oficial, e o nome dele é Jasper Whitlock, ” o nome dele até soava melhor dito em voz alta, “e ele e eu vamos nos unir em breve. Então não se preocupe em tentar me arrumar um homem, porque eu tenho um. ” Essa simples afirmação pareceu aquecer meu peito frio, e me trouxe ainda mais prazer do que qualquer um dos eventos da noite passada.

De repente, Edwina realmente se parecia com uma garotinha de escola enquanto batia palmas e falava, “Me conte tudo sobre ele, e eu quero dizer tudo mesmo. Não poupe nenhum detalhe!”

Eu acho que eu vou poupar só alguns, eu pensei enquanto dava a Edwina o melhor presente que eu poderia oferecer, meu futuro com Jasper.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s