Finalmente, Edward e Bella irão consumar o seu amor

 

Mesmo chegando com meia hora adiantado na sala de cinema, foi difícil conseguir um lugar para a exibição de “A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1”. Centenas de pré-adolescentes e suas mães, ou pós-adolescentes e seus namorados, já tinham ocupado quase todas as cadeiras. Era uma pré-estreia, à meia-noite, o que demonstra todo o engajamento das fãs (não sejamos ingênuos) da saga criada por Stephenie Meyer.

As luzes se apagam, e ouvimos gritos. A vinheta mandando desligar os celulares e apontando para as saídas de emergência roda, e ouvimos gritos. A propaganda de uma promoção ligada aos filmes da série é exibida em seguida, e ouvimos gritos. A logo da Summit, produtora dos filmes, aparece, indicando que a exibição está para começar, e ouvimos gritos. Aparece Jacob (Taylor Lautner), gritos, ele tira a camisa, gritos, entra em cena Edward (Robert Pattinson), gritos, Bella (Kristen Stewart), gritos, e assim por diante durante praticamente toda a projeção.

As irmãs Cullen preparam a noiva

É aqui que acompanhamos Bella e Edward se casando, finalmente. Agora ela poderá perder sua virgindade, já que sua honra será mantida intacta. Ela é mulher de família, afinal. Mas os problemas do casal não acabaram. A força vampiresca de Edward pode ser letal para Bella, à medida em que ele perde o controle durante a excitação do amor. Por isso ele segue em sua abstinência pré-casamento. Mas isso logo será o menor dos problemas, já que Bella descobre estar grávida, de um híbrido humano-vampiro, o que pode custar sua vida. Ao mesmo tempo os lobos descobrem e sentem que a criança será uma ameaça para todos, obrigando Jacob e Edward a juntarem forças para proteger Bella.

Nessa altura, importa muito pouco a qualidade do filme, que será destruída pelos críticos e ignorada pelas fãs. O longa já é sucesso, não importando muito o que estiver passando na tela. Falar mal é chutar cachorro morto. Até entre algumas fãs mais ardorosas há o consenso de que as interpretações são pífias, os personagens são rasos e os diálogos são mal escritos. Até mesmo a batalha é anticlimática, com a câmera do diretor, Bill Condon, passando de um lado para o outro sem mostrar direito o que está acontecendo em cena.

E muito AMOR.

Mas, para as fãs, o que importa é ver Jacob e Edward abrindo mão de seus orgulhos para um ideal comum, proteger a mulher amada. Importa ver a representação visual do que significa amor à primeira vista. Ou ver Edward preferindo a morte a uma existência sem seu amor verdadeiro. Porque toda a “Saga Crepúsculo” é sobre esse tipo de sentimento. Impossível na realidade do cotidiano.

Agora, resta esperar um ano para saber como termina essa história. E não esqueça, depois dos créditos, tem uma cena extra.

assista ao 2° Trailer de amanhecer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s